segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

NOVA PRAÇA LUIZA TÁVORA É INAUGURADA EM FORTALEZA

O novo espaço abriga equipamentos de ginástica acessíveis, fábrica para produção de livros em braille, entre outros.






Segundo Cid Gomes, a nova Praça foi concebida conforme as normas técnicas do Desenho Universal, atendendo a um pedido da Primeira-Dama do Estado. “A gente passava por essa Praça e via a dificuldade que os idosos, e principalmente as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, tinham de frequentá-la. Existia por parte deles um anseio em retirar as barreiras para que a Praça fosse realmente um espaço de todos. Foi atendendo a esses pedidos que a nova Praça Luiza Távora é hoje um local não exclusivo”, explicou Maria Célia. Com a reforma foram retiradas barreiras, os paralelepípedos foram rebaixados, foram instaladas rampas, faixas de pedestres e pisos podotáteis (de alto relevo) marcados com linhas que permitem o livre e independente trajeto de todos.

O novo espaço também abriga equipamentos de ginástica acessíveis, voltados para os idosos; pista de skate e bicicross; parque infantil; santuário de Nossa Senhora de Fátima; central de monitoramento; fábrica para produção de livros em braille; Café Cultura, funcionando em um carro de trem de passageiros que fica estacionado na Praça; Central Cearense de Artesanato (Ceart), espaço voltado para comercialização do artesanato; a gestão do Portal Ceará Inclusivo e a Ouvidoria da pessoa idosa e pessoa com deficiência.

Como lembrou o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, Evandro Leitão, na Praça também serão desenvolvidas ações da Coordenadoria do Trabalho da STDS, como capacitação para jovens e inscrição para cursos nos Centros de Inclusão Tecnológica e Social (CITS). “Esse é um equipamento que contempla não só a inclusão social, a cultura, o turismo, o lazer. Ele é também é voltado para inserção de jovens no mercado de trabalho através dos cursos de capacitação que serão oferecidos”, destacou o secretário.

Na reforma o Governo do Estado, através da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), investiu mais de R$ 1,8 milhão.




3 comentários:

  1. Olá, blogueiro(a)!
    Através do programa Saúde Não Tem Preço, agora os brasileiros passam a ter acesso gratuito aos medicamentos para controle da diabetes e hipertensão.
    Seja nosso parceiro e utilize seu espaço para divulgar esta novidade. Se tiver interesse em colocar algum material da campanha em seu blog, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
    Para saber mais sobre a campanha, acesse: www.saudenaotempreco.com
    Você também pode nos seguir no Twitter: www.twitter.com/minsaude
    Obrigado,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir
  2. Um espaço que contempla diversas atividades inclusivas para pessoas com deficiências e idosos é um marco referencial. E precisa, portanto, ser mais do que bem vindo!
    Seremos tão numericamente idosos daqui a 20 anos que é muito previdente desenvolver espaços e atividades para essa população tão segregada cultural e economicamente.
    Vivemos a ditadura da beleza física; do vigor físico; do aprisionamento estético de tal forma que os brasileiros ainda acreditam que envelhecer é perda. Com que freqüência ouvimos oradores, profissionais de saúde salientando as perdas inerentes á velhice.
    Precisamos, até para evitar o caos, promover as bem aventuranças do envelhecimento conduzidas por: cuidado com a saúde física; com a saúde mental; com a construção do nosso lazer; a prática de estar longe do sofá e da televisão; a leitura diversificada; a utilização dos jogos de tabuleiro; a boa e saudável reunião com os amigos nas praças públicas; cuidar de animais; cuidar de plantas, etc. Assim poderemos evitar as filas nas salas de recepção dos precários hospitais que os planos de saúde oferecem.
    Quanto à nova Praça Luiza Távora, com desenho universal, parabenizamos seus idealizadores e realizadores desse espaço. Que essa praça, permita a inclusão ativa das pessoas com deficiências. Ou seja, que o ir e vir de pessoas com suas múltiplas facetas e possibilidades, reforce a visibilidade da pessoa com deficiência como uma pessoa com poderes. Com capacidades e desejos tão comuns a todos nós. Que se possa um dia olhar para uma pessoa com deficiência e ver-se primeiramente a pessoa que ali esta com toda a sua riqueza de ser humano. E quem sabe, nem reparar que há alguma deficiência.

    ResponderExcluir
  3. Bravo a praçinha ficou a mais linda de Fortaleza
    Parabens para a esposa do Perfeito
    Sou um Françês habitando num desses prédios frente a praça

    ResponderExcluir